Manjaro e Arch Linux – Quais suas principais diferenças?

    3
    1642

    Manjaro é uma distribuição bastante popular com base na distro Arch Linux. Atualmente está longe de ser apenas uma versão fácil de instalar do Arch, o Manjaro na verdade tornou-se uma distribuição com suas próprias características. Portanto Manjaro não é Arch, é uma distro inspirada no Arch, mas é um projeto independente. Para entender melhor essas diferenças, descreverei abaixo:

    Manjaro possui repositórios dedicados

    Garantindo maior estabilidade e atualizações contínuas, o Manjaro utiliza seus próprios repositórios dedicados de softwares, com exceção do Arch User Repository (AUR) que é mantido pela comunidade. A distro Manjaro não pode acessar os repositórios oficiais do Arch para manter a estabilidade dos pacotes, kernel e módulos de drivers (por exemplo). Para ser mais claro, os pacotes de softwares são primeiramente testados exaustivamente e em alguns casos corrigidos (se necessário), antes dos pacotes serem disponibilizados para os repositórios oficiais do manjaro, ou seja, os repositórios estáveis.

    Manjaro possui 3 tipos de Repositórios:

    O Manjaro possui pacotes muito atualizados, o que é um chamariz para usuários novatos que gostam de usufruir dos pacotes mais recentes de maneira facilitada. E o repositório estável possui atualizações periódicas, tanto para o kernel e firmware, atualizações para diversos pacotes, desde que não interfira na estabilidade do sistema. Em alguns casos essas atualizações podem ser adiadas até serem consideradas seguras para o lançamento oficial. Então todo pacote passa por filtros e esses filtros começam com testes menos rigorosos,  inicialmente adicionando o pacote no repositório Unstable, depois de alguns testes vai para o Testing até chegar no Stable. Entenda como funciona:

    • Repositório Stable (Estável) : Normalmente, após ser lançado uma nova versão de algum pacote no Arch Linux, esses mesmos pacotes são lançados no Manjaro cerca de duas semanas depois no repositório estável. Esse é um prazo razoável para testar esses pacotes e acompanhar as falhas ou problemas ocorridos com eles, antes de lançar para um repositório estável.
    • Repositório Testing (Testes) : Aqui pode-se considerar um pré-teste para a versão Estável. Geralmente os pacotes são lançados aqui cerca de uma semana após lançar algum pacote novo no Arch. Esses pacotes sairam do repositório Instável, testados e corrigidos, e inclui lançamentos de novos softwares considerados pelo menos suficientemente estáveis. Estes softwares estarão sujeitos a verificações adicionais por desenvolvedores e testadores em busca de possíveis bugs ou problemas de estabilidade, antes de serem liberados para os repositórios estáveis para uso público.
    • Repositório Unstable (Instável): Após um ou dois dias depois de ser lançado novos pacotes do Arch, são adicionados nesse repositório. Também é usado para armazenar pacotes conhecidos com problemas de estabilidade ou compatibilidade. O pacote a partir daí será analisado e corrigido pelos desenvolvedores do Manjaro, antes de serem lançados no repositório de Teste. Então lembre-se que um software que está no repositório Instável tem um maior risco de quebrar seu sistema.

    Ferramentas Exclusivas Amigáveis ​​ao Usuário

    O Manjaro diferencia-se da distribuição Arch e de seus derivados pela sua facilidade de uso e acessibilidade. Não trata-se apenas do Instalador Gráfico Calamares, o que torna a instalação do sistema bem simples e intuitiva, e seu ambiente Desktop pré-configurado e seus próprios repositórios. O Manjaro disponibiliza ferramentass desenvolvidas pela própria equipe manjaro, tornando essa uma distribuição exclusiva, com sua própria personalidade. Abaixo será descrito:

    Detecção de Hardware do Manjaro (MHWD)

    O comando mhwd permite a detecção e configuração automáticas do seu hardware, geralmente realizadas durante o processo de instalação. Aqui no Cucadigital foi escrito um artigo falando dos principais recursos do MHWD, recomendo a leitura. Isso inclui suporte a placas gráficas híbridas, bem como a configuração de todas as dependências do módulo para instalações de máquinas virtuais do Virtualbox; no entanto, ele também pode ser usado por usuários com pouco conhecimento técnico para realizar essa tarefa com facilidade. Foi projetado para atender todos os públicos, mas com uma atenção especial a usuários iniciantes, facilitando a adaptação no mundo linux.

    Detecção de Hardware do Manjaro – KERNEL (mhwd-kernel)

    Facilitando o gerenciamento do kernel no Manjaro, o comando possui comandos bem claros para gerenciar o kernel compilado pela próprios desenvolvedores do Manjaro. Embora o suporte automático para o uso de múltiplos kernels seja um recurso do Manjaro, o comando mhwd-kernel também capacita usuários sem conhecimento técnico para gerenciá-los facilmente. Isso inclui atualizar automaticamente o kernel recém-instalado ou múltiplos kernels, inclusive os Kernels RT (Real TIme), com qualquer módulo sendo usado.

    Gerenciador de Configurações do Manjaro

    Esse Gerenciador é a cereja do bolo do Manjaro por ser fácil de usar, permitindo gerenciar com rapidez e facilidade as contas de usuário, instale novos pacotes de idiomas, o layout de teclado do seu sistema rapidamente. O Gerenciador também notifica o usuário automaticamente sobre as atualizações disponíveis. Também é simples e fácil escolher instalar vários kernels com apenas 1 clique, como também a instalação simples de drivers proprietários ou de código aberto.

    Idioma

    O idioma do sistema pode ser adicionado, alterado e removido nesta janela.
    Se você quiser ter diferentes idiomas disponíveis para gerenciar em um único local de forma fácil e intuitva.

     

    Kernel

    Permite gerenciar(instalar e remover) facilmente todos os kernels disponíveis para o Manjaro. Os Kernels em execução e instalados podem ser facilmente identificados. Também é fácil identifcar Kernels com Longo Tempo de Suporte (LTS) e Real Time (RT).

     

    Hora e Data

    Alguns ambientes de desktop não oferecem uma maneira fácil de editar data e hora. Por aqui você define de forma automática ou personalizada, incluindo o Fuso-horário. Tudo pensado para atender a todos os públicos.

     

    Detecção de Hardware
    Uma forma fácil de instalar drivers de placa gráfica free (código-aberto) ou nonfree (proprietário). Se o Manjaro não instalou um driver de placa de rede sem fio durante a instalação do sistema ele também pode ser instalado aqui. O usuário apenas precisa decidir o driver que deseja instalar clicando apenas nos botões disponíveis na parte superior.

     

    Pamac – O Gerenciador de software gráficoDesenvolvido exclusivamente pela Equipe Manjaro (outro ponto pro Manjaro), este aplicativo intuitivo permite que você pesquise, instale, remova e atualize facilmente aplicativos e pacotes de software e notifica automaticamente  sobre atualizações com apenas um clique.
    O Programa é simples e intuitivo para gerenciar os pacotes do sistema. Você pode pesquisar e instalar aplicativos clicando 2x no pacote desejado seguido do botão Instalar. Para remover é tão fácil quanto instalar.
    Desenvolvido para ser simples, com baixo consumo de recursos do sistema e intuitivo, o Pamac tem crescido constantemente devido ao feedback positivo da comunidade e os esforços dos desenvolvedores para oferecer o melhor para os usuários. E para melhorar ainda mais, é possível adicionar os pacotes AUR (Arch User Repository) nas pesquisas para instalar facillmente sem necessidade de instalar pelo Terminal. Para ambiente KDE é usado o OCTOPI.
    Em resumo, instale e atualize, faça tudo pelo Pamac pois é uma ferramenta versátil e leve, sem esquecer da facilidade no uso.

    Conclusão: Há diferenças entre as distribuições Arch e Manjaro e atende públicos diferentes. Para alguns usuários o Arch é considerado difícil porém há muitos tutoriais na internet, manuais e até mesmo a Wiki do Arch, facilitando a vida de todos os que se interessam pela distro. Porém o Manjaro também está ai para atender a necessidade de todos os usuários, mesmo usuários avançados. Através do Manjaro Architect é possível fazer uma instalação customizada para seu desktop, suprindo a necessidade de usuários mais exigentes.

    Viva o Manjaro! Viva o Manjaro Linux! 

    Referência: Manjaro Wiki

    3 COMENTÁRIOS

    1. Parabéns pelo excelente artigo e que para mim, foi de excelente valia. Só queria saber o seguinte:

      1 – Então o Manjaro não está para o Arch assim como o Ubuntu está para o Debian não é mesmo?

      2 – No processo de atualização do Manjaro, como sei que repositório é o que é de referência? seria “por padrão” o Stable?!

      3 – Como se faz a seleção de um novo Kernel sem quebrar o sistema? Pois, mesmo sendo em “modo gráfico”, ainda assim, fui fazer essa “atualização” e… quebrei o sistema, sendo que não fiz nada além dos procedimentos normais, via interface gráfica. Mas… quebrou.

      4 – Se utilizo o AUR como repositório, não seria isso motivo de gerar instabilidade no sistema? Não seria tão temoroso quanto os famosos (e péssimos) PPA’s do Ubuntu?!

      5 – O processo de atualização via yay -Syu teria algum aspecto negativo? (e positivo?).

      6 – A atualização no Manjaro tem como origem os repositórios do próprio Manjaro, e não do Arch, é isso mesmo?

      Valeu e tudo de bom.

      • Obrigado João Dasmaceno.
        Sobre as suas perguntas.
        1 – O conceito é parecido mas a forma de funcionamento é diferente. O ubuntu usa pacotes do Debian do repositório testing e unstable e faz ajustes para o sistema funcionar. Em um termo grosseiro é isso. O Manjaro utiliza os pacotes do arch porém do repositório stable, e mesmo assim não lança logo de imediato, eles realizam testes antes. Então o Manjaro é alguns dias ou semanas mais desatualizado que o Arch. Isso é uma medida preventiva para realizar os testes necessários e adatpar kernels proprios e scripts, dentre outros, mantendo um sistema funcional.
        2 – O manjaro possui o repositorio stable, testing, unstable. O repositório do stable é garantia que o sistema funcione. Eu mesmo sempre uso o respositório testing e dificilmente tenho problemas. Quando tenho simplesmente faço downgrade de algum pacote ate lançar outro update corrigindo a falha. Mas é raro.
        3 – O Manjaro Settings Manager tem todas as ferramentas necessárias para gerenciar o kernel de forma segura. Lembrando que apenas essa ultima atualização houve um ressalve sobre o kernel 5.0. No forum do manjaro foi anunciado isso. E aqui no blog eu também repliquei a informação. Tirando isso é improvavel que o sistema quebre. Mas falando assim é dificil saber qual foi a causa raiz, ate mesmo pq não tenho logs ou mesmo não acompanhei seu caso. O que poderia ser feito é vc selecionar outro kernel pelo grub e geralmente funciona. E sempre deixe 2 kernels instalados por via das duvidas. Ate chuto que o problema foi um driver de video nvidia ou amd. E isso poderia ser facilmente resolvido removendo o pacote e instalando de novo. Mas sem detalhes do hardware e do erro apresentando fica dificil saber.
        4 – O repositório AUR é seguro sim, ao contrário do que muitos dizem. Lógico é bom sempre instalar pacotes conhecidos como por exemplo Google Chrome. Mas o simpes fato de ser gerenciado pela comunidade isso não quer dizer que não tenham um controle sobre isso. PPA’s vc precisa adicionar manualmente e se for descontinuado vc precisa remover o repositório manualmente. Para usuarios leigos isso pode ser uma dor de cabeça, já qeu apresenta erros ao executar uma atualização do sistema. No Manjaro ou Arch vc mantem o repositorio ativo e pronto, tem uma gama enorme de pacotes disponiveis sem necessidade de ficar gerenciando. São formas diferentes de trabalhar, uns preferem PPA, outros já gostam mais do AUR. Dentro do Aur tem um controle maior dos pacotes, ppas não tem. Vc adiciona por sua conta e risco.
        5 – Vc usa o comando apenas pra atualizar pacotes gerenciados pelo AUR. Um exemplo simples é para atualizar o chrome.
        6 – O manjaro utiliza seus proprios repositórios, ate mesmo para gerenciar melhor os pacotes e evitar a quebra do sistema. Em alguns casos eles não lançam uma nova versão de um pacote pq esta apresentando problemas diversos na comunidade e em testes realizados pode ter o risco de causar instaliblidade ou até mesmo pior que isso.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Comentário
    Digite seu nome